Mega hair: conheça todos os métodos de aplicação

São sete técnicas com durações diferentes, e você pode escolher a sua preferida.

O mega hair é uma tendência para deixar os fios mais longos ou dar volume. Se antes era preciso esperar os fios crescerem, agora, você pode, do dia para a noite, alongá-los.

São diferentes métodos de aplicação e todos exigem cuidados capilares para garantir que, quando tirar o mega, seus fios naturais continuem saudáveis. Quer saber mais sobre o tema? Confira os detalhes e as técnicas mais usadas.

Microcápsulas de queratina

Ideais para quem possui pouco cabelo ou cabelo bem curtinho. Além de alongar, também são indicadas para dar volume. Os apliques usam fios naturais, colados com um polímero de queratina.

Também é chamado método fio a fio e encontrado facilmente nos salões. Seu valor é mais acessível, porém, não é permitido usar secador ou chapinha, pois o calor pode fazer a cola derreter e soltar o mega hair.

Microlink

Método indicado para mulheres com cabelo ondulado, cacheado ou crespo, por serem mais volumosos e esconderem o aplique. Não usa produtos químicos na aplicação, apenas anéis metálicos unidos aos fios naturais.

É bem fácil de retirar, porém, a manutenção é mais frequente, já que os anéis são presos próximo à raiz e, conforme o cabelo cresce, podem ficar visíveis. Em média, a cada vinte dias será necessário voltar ao salão.

Nó italiano

Na técnica do nó italiano é utilizado o cabelo natural e um fio de látex. No caso, os fios são trançados bem próximo da raiz, com nós firmes. Durante a aplicação, é possível sentir dores e puxões, pois o cabeleireiro precisa fixar bem o aplique.

A chapinha e o secador estão liberados por não serem colados aos fios, mas há o risco de queda de cabelos, acúmulo de resíduos e irritação perto do couro cabeludo. No caso, essas questões resultam dos nós e não do alisamento das madeixas.

Invisible tape

Um método que mantém os fios colados bem próximos da raiz usando uma fita adesiva invisível ideal para próteses. Recomendado para quem deseja alongar as madeixas ou dar volume nas pontas, nas poses para fotos em casa você vai ficar linda.

A cola da fita precisa ser de boa qualidade, e é importante respeitar o crescimento natural dos fios para evitar quebra e quedas de cabelos. Dura, em média, três meses, a depender da frequência de lavagens.

Tela ou ponto americano

Indicado para cabelos bem curtinhos, consiste na colocação de uma tela, próxima ao couro cabeludo, e feita da costura entre os fios naturais e do aplique. É usada uma agulha bastante parecida com a de crochê. Hoje, é considerada uma das mais saudáveis e que oferece menos danos para as madeixas.

O aplique fica bem disfarçado, e não é possível notar que se trata de um mega hair. Além disso, não danifica os fios, mas não é indicado para quem tem problemas de quedas ou madeixas ressecadas. A manutenção acontece a cada seis semanas, e você pode usar chapinha, baby liss, fazer escova e até mechas, sempre faça pesquisas e utilize suas economias com consciência para as manutenções em seu mega hair.

Tic-tac

O mega hair de tic-tac ou presilha é para mulheres que buscam uma técnica temporária, para um único dia, por exemplo. É bem prático e consiste em prender a presilha dos fios naturais, próximos à raiz.

É comum nos casos de quem deseja usar mechas coloridas, mas não pode mantê-las permanentemente. A vantagem é que pode ser feito em casa, mas é preciso cuidado para esconder bem as presilhas e não quebrar os fios.

Entrelaçamento

Parecida com o nó italiano, consiste em trançar e costurar o aplique nos fios naturais. Foi um dos primeiros métodos de mega hair a surgir e dura em média três meses.

Mais indicado para as cacheadas, pelo volume formado pelas tranças e pela costura, tem como desvantagem a dificuldade de lavar e secar os fios na região da emenda.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *